Ao navegar neste site está a dar o seu acordo às Condições Gerais de Utilização e à Política de Privacidade e Proteção de Dados Pessoais. Leia-as atentamente.

A pintura de Pedro Casqueiro (Lisboa, 1959) tem sido, em grande medida, um criterioso e sofisticado jogo entre a construção de uma identidade autoral e um conjunto de reações – talvez mesmo de testes – à sobrevivência da pintura face aos mais diversos modelos e protocolos da expressão visual.

Tendo iniciado o seu percurso expositivo em 1981, Pedro Casqueiro integra uma geração de artistas que, de modo assumido e desassombrado, resgatou a pintura do espartilho conceptual em que esta se havia enredado em meados da década anterior. Mergulhando na construção de obras de pendor essencialmente abstrato, o período inicial do seu trabalho foi marcado pela convocação de todos os recursos expressivos para a desconstrução do espaço pictórico. Sobre as ruínas deste exercício revelava-se o substrato de uma interioridade extrovertida, matizada no singular registo tonal que veio a caracterizar toda a sua prática posterior.
Libertando-se progressivamente da toada gestualista e matérica dos primeiros anos, as últimas duas décadas e meia assistiram a um paulatino movimento em direção a uma contenção formal e expressiva que viu surgir nas telas de Casqueiro geometrias e espaços estilizados, grelhas e pictogramas, textos e sinaléticas, diagramas e onomatopeias – todo um leque de signos visuais sobre o qual se estabelece um universo pictórico heterogéneo, compósito e, frequentemente, irónico.
Mais de dois anos depois da sua última exposição individual, e a cerca de uma década e meia da última presença nos circuitos institucionais, Pedro Casqueiro traz ao Chiado 8 uma criteriosa seleção de obras realizadas nos últimos anos. Nelas se confirma a relevância de um programa pictórico cuja autonomia e valor idiossincrático reservam a este artista um lugar ímpar no panorama da pintura contemporânea.
Na altura em que interrompe uma prolongada ausência dos circuitos institucionais com uma exposição na Culturgest Porto, Pedro Casqueiro traz ao Chiado 8 uma criteriosa seleção de obras realizadas nos últimos dez anos. Nelas se confirma a relevância de um programa pictórico cuja autonomia e valor idiossincrático reservam a este artista um lugar ímpar no panorama da pintura contemporânea.

Mais Informações

Biografia
Texto Bruno Marchand